Núcleo de Apoio – Projeto Humanidades

Projeto Humanidades

EDUCAÇÃO COM ÉTICA E CIDADANIA

A partir deste ano, o Colégio Barretos Objetivo passou a contar com mais um projeto importante - o Projeto Humanidades.

É um programa educacional que visa três objetivos intercomplementares: iniciação filosófica de crianças e jovens; educação para o pensar; preparação para uma cidadania responsável.

O aspecto central da metodologia do Projeto Humanidades é a realização do diálogo investigativo que transforma os grupos de educandos em pequenas comunidades de investigação. Nelas, os participantes expõem suas idéias, escutam uns aos outros, questionam-se mutuamente, comparam seus pontos de vista, complementando-os e eventualmente, corrigindo-os. Trata-se de um verdadeiro processo de cooperação intelectual, afetiva e criativa.

O Projeto propõe o envolvimento de alunos, de forma reflexiva, com temas comprovadamente formativos do substrato humanístico necessários a todas as pessoas, particularmente enquanto cidadãs. Tais temas dizem respeito aos valores (especialmente os morais), à convivência social racional, à importância do bem pensar e do pensar autônomo. Assim, uma vez por semana, pelo professor da sala, será trabalhado um tema específico: Amizade, Paz, Espírito de Grupo, Pessoas com necessidades especiais/ Inclusão, Autocrítica e autocontrole, Ética, Cidadania, Família, Valores, Meio Ambiente, Artes, etc.

É o primeiro passo concreto na efetivação de uma proposta educacional fundamentalmente humanista no Colégio Barretos Objetivo. A educação humanista é a melhor maneira de contribuirmos para a formação ética e responsável dos alunos. Sabemos também que tais princípios devem estar presentes em todos os momentos. O educador deve estar atento para o ensino e a propagação de valores humanos positivos para a formação moral e cognitiva do aluno.

Este Projeto foi inserido no currículo dos alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I com supervisão da Psicóloga Flávia Murra e do Professor de Filosofia e Sociologia do Colégio, Rodrigo Ruiz Sanches.